Últimos
Capa » Notícias » Nacional » Dilma e Lula formam dupla imbatível para as eleições de 2014
Dilma e Lula formam dupla imbatível para as eleições de 2014

Dilma e Lula formam dupla imbatível para as eleições de 2014

Segundo pesquisa Datafolha, divulgada neste sábado, na edição digital do diário conservador paulistano Folha de S.Paulo, a presidenta Dilma Rousseff cresce sobre seus adversários da oposição. Em um outro cenário, com o ex-president

Presidenta Dilma Rousseff

e Luiz Inácio Lula da Silva, ele venceria em todas as possíveis hipóteses eleitorais em que aparece como candidato.
Segundo a pesquisa, Dilma atinge 47% das intenções de voto, contra 19% de Aécio Neves (PSDB) e 11% de Eduardo Campos (PSB). Em outubro, Dilma pontuou 42% contra 21% e 15% de Aécio e Campos, respectivamente. O percentual de eleitores que vota em branco, nulo ou indeciso continua em 23% desde outubro.
Em outro horizonte, a petista teria 41% contra 24% de Marina Silva (PSB) e 19% de José Serra (PSDB). Em outubro, os possíveis candidatos tinham, respectivamente, 37%, 28% e 20%.O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, aparece em um dos cenários. Ele aparece com 15% das intenções de voto, contra 44% de Dilma, 14% de Aécio e 9% de Campos.
O pêndulo de Dilma entre os interesses capitalistas e as conquistas populares também aparece na pesquisa, com dois terços dizendo preferir que “a maior parte das ações do próximo presidente seja diferente” das adotadas por ela.
O percentual de eleitores que vota em branco, nulo ou que se diz indeciso ficou inalterado em 23%, de outubro até agora. Ou seja, a petista cresceu extraindo votos dos dois adversários diretos nesse período e venceria no primeiro turno.
A presidenta só não venceria hoje a eleição na primeira votação nos cenários em que Marina Silva aparece como candidata. Ocorre que a ex-senadora se filiou ao PSB e não é certo que vá concorrer como cabeça de chapa nas eleições do ano que vem. O ex-presidente Lula venceria a disputa no primeiro turno nos quatro cenários em que seu nome aparece – inclusive contra Marina e Serra.
O Datafolha entrevistou 4.557 pessoas em 194 municípios na quinta e na sexta-feira. A margem de erro máxima é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Fonte:Redação Correio do Brasil- de São Paulo