Últimos
Capa » Notícias » Policial » Policial » Governo integra secretarias para ação conjunta na inteligência de segurança
Governo integra secretarias para ação conjunta na inteligência de segurança

Governo integra secretarias para ação conjunta na inteligência de segurança

O governo do Estado, através das secretarias de Justiça (Sejus) e de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), assinou na manhã da sexta-feira (06) o Termo de Cooperação Técnica, que permite a integração das duas pastas para que possam contribuir com dados e informações relevantes à Segurança Pública de Rondônia.
Com a assinatura do termo de cooperação, a Sejus passa a integrar, juntamente com Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros o Sistema Estadual de Inteligência e Segurança Pública – SEISP – já que na sua atividade fim, todo o trabalho desenvolvido no sistema penitenciário tem reflexo direto com o trabalho desenvolvido pela Sesdec e vice-versa.
O secretário de Segurança Pública, Marcelo Bessa explica que a Sejus e a Sesdec são secretarias coirmãs e precisam trabalhar integradas, pois os egressos do sistema penitenciário, os apenados reincidentes e todos os crimes que são praticados dentro das unidades prisionais são parte do sistema de segurança do Estado. “Todo o trabalho desenvolvido visando à segurança e inteligência tem que ser integrado, pois as ações da Sesdec tem reflexo direto nas ações desenvolvidas pela Sejus e com a assinatura do termo, o que existe na prática, passa a ter a formalidade da lei”, complementa.
Para a secretária de Justiça, Elizete Lima é muito importante ter a Sejus como participante do sistema de inteligência do Estado. Além de desburocratizar a atenção as questões críticas de inteligência dentro das unidades penitenciárias, também possibilita uma maior especialização no trato de questões de sigilo e investigações. “Na Sesdec temos a delegacia especializada em assuntos penitenciários e agora passamos a ter um subsistema onde os agentes de inteligência da Sejus passam a atuar com maior acesso as informações de todo o sistema penitenciário”, conclui.
O gerente de inteligência da Sesdec, delegado Lindomar Silva reforça a relevância das ações integradas entre as duas pastas. Ele comemora a vinda da Sejus para o sistema. “Esta é uma medida relevante, pois os monitoramentos de apenados envolvidos com crime organizado, bem como outras situações que envolvam segurança passam a ter agora a colaboração direta de pessoal capacitado da Sejus para alimentar nosso banco de dados e atuar mais próximo da realidade das unidades penitenciárias de Rondônia”.

Texto e fotos: Celene Gomes
Fonte: Assessoria Sejus