Últimos
Capa » Notícias » Cidadania » Mais de sete mil pacientes em tratamento no Caps
Mais de sete mil pacientes em tratamento no Caps

Mais de sete mil pacientes em tratamento no Caps

O Centro de Atenção Psicossocial (Caps) é um serviço específico que cuida da atenção integral e continuada às pessoas com necessidades em decorrência do uso de álcool, drogas e outras substâncias químicas.
Segundo a Coordenadora Estadual de Saúde Mental, Regina Correia, o Caps estadual  apoia usuários e familiares na busca de independência e responsabilidade para com seu tratamento. Atualmente, o Centro de Atenção Psicossocial do Estado atende cerca de 7.600 pacientes, todos em tratamento, sem contar com os atendimentos ambulatoriais, para pessoas com transtornos leve e moderado.
Ainda segundo Regina Correia, está em fase de implantação a residência terapêutica para oito pessoas com longo tempo de internação que serão atendidos no Hospital de Base Ary Pinheiro. Assim como a unidade escola, o Caps oferece um espaço para estagiários  de algumas faculdades, nos cursos de psicologia e enfermagem, para os profissionais que possam trabalhar no Sistema Único de Saúde, acompanhado por funcionários do Caps e professores.
Ela explica que o atendimento é oferecido de segunda a sexta-feira, no período da manhã e tarde realizado por uma equipe multiprofissional, com médicos psiquiatra, psicólogos, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeuta ocupacional. Regina Correia afirma que o Caps prioriza o atendimento humanizado, acolhimento e o acesso ao tratamento integral a pacientes com transtornos mentais.
A coordenadora do Caps, Sandra Cristine, informa que na unidade são oferecidas atividades que auxiliam no tratamento dos pacientes como aulas de dança, yoga, futebol, coral, geração de renda e brincadeiras. Sendo o trabalho realizado com um acolhimento diferenciado, onde a família também participa. “Trabalhamos para que todos os pacientes tenham uma melhor qualidade de vida, temos cuidados intensivos para que não haja internações e todos sejam incluídos na sociedade,” afirma.
O secretário estadual de saúde Williames Pimentel, visitou o Caps, conversou com pacientes e se reuniu com servidores.  Para Pimentel, este é um dos setores que deve ser priorizado, com uma assistência mais focada em qualidade no atendimento, com o CAPS realizando um atendimento diferenciado, por isso, disse, “quero que os pacientes tenham atenção redobrada, com medicação, cuidados especiais e necessários para o tratamento”, ressaltou o secretário.

Texto- Antonia Lima
Fotos- Ítalo Ricardo