Últimos
Capa » Notícias » Nacional » FIM DE ANO: João Paulo II reforça atendimento
FIM DE ANO: João Paulo II reforça atendimento

FIM DE ANO: João Paulo II reforça atendimento

Buscando atender a demanda de fim de ano, período em que aumentam os índices de acidentes e casos de violência, a gerência do Pronto Socorro João Paulo II, adotou medidas antecipatórias com sobreaviso de médicos e divulga ainda na segunda-feira (23), recomendações para a população rondoniense relativos ao natal e ano novo.
“Temos uma rotina para festas de final de ano onde reforçamos a escala de trabalho”, afirma o gerente administrativo da unidade hospitalar, Charliton Rangel, que explica que no João Paulo II trabalha-se com um regime de plantões de 12 horas/turno. Cada equipe é constituída por dois cirurgiões gerais, dois neurocirurgiões, dois ortopedistas, dois clínicos e dois anestesistas que fazem a linha de frente.
O hospital conta ainda com corpo de enfermeiros, técnicos de enfermagem, laboratório, Raio-X, tomografia, ultrassonografia e eletrocardiograma, toda a estrutura necessária para um atendimento ágil e eficiente de uma média de 100 pacientes de alta e média complexidade por dia.

Casos Isolados

Do dia 19 ao 23/12, foram registrados 17 casos de violência por arma de fogo que deram entrada no hospital. “Com essa onda de violência que são casos inusitados e perturbam a sociedade como um todo temos uma equipe de retaguarda”, explica Charliton. Toda a escala neste período de fim de ano e com os acontecimentos recentes ficará de sobreaviso elevando para 200 atendimentos/dia a capacidade do hospital.

Recomendações

O hospital garante atendimento para todo paciente de alta e média complexidade que necessitar, mas para isto é necessário observar algumas recomendações. “Esperamos que a população festeje e se divirta, mas que faça desse período, um período de festa relembrando o motivo real da comemoração”, ressalta o gerente.
Algumas sugestões como evitar o excesso de bebidas alcoólicas, não dirigir embriagado, evitar exposição a riscos desnecessários, observar a violência que em muitos casos é oriundo do excesso de bebidas, motociclistas devem redobrar o cuidado uma vez que eles são as maiores vitimas e atenção com fogos de artifício. Cuidados que podem fazer toda a diferença entre a vida e a morte.

Atendimentos

Outra preocupação da direção é referente aos encaminhamentos. Vitimas de acidentes de trânsito que apresentarem fraturas ou sangramentos abundantes, vitimas de armas de fogo ou armas brancas devem ser encaminhadas para o Pronto Socorro.
Os de baixa complexidade como um mal estar comum, relativo ao excesso de bebidas e alimentação não precisam ser encaminhados ao JP II, podem ser atendidos nos postos de saúde municipais ou nas unidades de pronto atendimento (UPAs). Tal procedimento auxiliará no fluxo de atendimento do hospital.

“Em 2012 os plantões foram dentro da normalidade, considerados tranquilos e para este ano esperamos ter novamente um final de ano tranquilo com menos violência e mortes principalmente porque são situação que em muitos casos podem ser evitadas”, afirma Charliton Rangel.

Fim de semana
De acordo com o demonstrativo do sistema Hospub de atendimento geral, de sexta-feira (20) até a manhã desta segunda-feira (23),  o Pronto Socorro João Paulo II realizou 59 atendimentos de vítimas da violência no trânsito, sendo que 41 ocorrências envolviam motociclistas. Foram registrados ainda 16 casos de agressão, 14 por arma de fogo e 2 por armas brancas e 295 paciente se encontram internados na unidade de saúde.

Texto: Romeu noé
Foto: Marco Freire
Fonte: Decom