Últimos
Capa » Notícias » Operação Brasil Integrado apreende drogas, armas e munições
Operação Brasil Integrado apreende drogas, armas e munições
O secretário Antônio Reis detalha os resultados da operação.

Operação Brasil Integrado apreende drogas, armas e munições

A Operação Brasil Integrado, realizada na sexta-feira (05), em todo o país, deixou resultado positivo em Rondônia, segundo o secretário de Segurança, Defesa e Cidadania, delegado Antônio dos Reis. Foram apreendidos 72,8 quilos de cocaína, oito veículos armas e munições, além da prisão de 33 pessoas em flagrante. O trabalho é considerado um exercício para a atuação conjunta dos órgãos fiscalizadores, que é meta do Ministério da Justiça.
Os resultados da etapa regional da operação foram apresentados nesta segunda-feira (08),  na sede Secretaria de Segurança, Justiça e Cidadania – Sesdec. Segundo o secretário Reis, em Rondônia, o foco foi a área de fronteira, onde prevalecem o tráfico de drogas e de armas. Foram escolhidos 10 locais que figuram nas estatísticas como pontos onde há grande incidência de crimes.

Copa

Experiência da ação integrada dos organismos de segurança pública foi testada durante a Copa do Mundo e, segundo o secretário Reis, agradou ao Ministério da Justiça, que quer exercitar e expandir o formato para todo o país. Numa reunião de trabalho, em Brasília, Reis recebeu a garantia de que Porto Velho terá um Centro de Comando Integrado. Neste espaço ficará a coordenação das operações conjuntas. A previsão é de que a estrutura esteja pronta até  junho de 2015.
Para o inspetor Alvarez Simões, da Polícia Rodoviária Federal, os resultados da operação podem não representar a importância do trabalho. “O que queremos, na fronteira, por exemplo, é impedir que entrem substâncias proibidas no Estado. E isto conseguimos”. Ele explicou que nas ações de comando integrado não há forças que se sobrepõem e que todas atuam conforme suas atribuições.
Garimpo
Durante a mobilização foram combatidos também crimes ambientais, com a apreensão de madeira irregular e carvão. A fiscalização focou a garimpagem ilegal no rio Madeira. Segundo o delegado Carlos Gaya, da Polícia Federal, neste caso, o trabalho irregular costuma ser retomado após algum tempo. “Vamos realizar ações regulares para evitar o retorno das dragas à área onde a extração de ouro é proibida”, assegurou.
Participaram da operação as polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros, Ibama, Receita Federal, Força Nacional e Forças Armadas. A coordenação ficou a cargo da Secretaria Nacional de Segurança Pública em conjunto com Sesdec. No total, 760 foram mobilizados 760 profissionais.

operacaobrasil operacaobrasil2

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Marcos Freire e Sesdec
Decom – Governo de Rondônia