Últimos
Capa » Notícias » Política » Federal » Proposta de Mariana Carvalho visa fortalecimento da educação profissional e tecnológica
Proposta de Mariana Carvalho visa fortalecimento da educação profissional e tecnológica
Deputada Mariana Carvalho (PSDB – RO).

Proposta de Mariana Carvalho visa fortalecimento da educação profissional e tecnológica

A deputada Mariana Carvalho (PSDB – RO) apresentou sugestão de emenda a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que visa à melhoria do funcionamento de instituições federais de educação profissional e tecnológica.
Segundo a parlamentar, esses estabelecimentos de ensino precisam de incentivos  para cumprir o seu papel de forma eficaz  como  mais apoio na gestão administrativa, financeira e técnica, bem como no desenvolvimento de ações que visem o funcionamento dos seus cursos com melhor infraestrutura.
“Nossa proposta é viabilizar um ensino de qualidade nos cursos de instituições federais de Educação Profissional, Cientifica e Tecnológica, bem como das escolas técnicas vinculadas às universidades federais”, adiantou a tucana que é membro titular da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.
Ela defende na sua justificativa que essas escolas tenham mais investimentos na manutenção de serviços terceirizados, pagamentos de serviços públicos, pagamento de contribuição e anuidades a organismos nacionais, além da manutenção de infraestrutura física por meio de obras de pequeno vulto para serem sempre  um ambiente confortável para a comunidade escolar.
“Temos consciência de que todas as instituições de ensino devem estar sempre sendo bem cuidadas. Por esse motivo, estamos propondo ampliação, reforma ou até adaptação caso necessário”, frisa a congressista, ressaltando que a sua meta contempla também aquisição e reposição de acervo bibliográfico, veículos e transporte escolar além da  capacitação de recursos humanos.
Mariana Carvalho sugere ainda a prestação de serviços à comunidade porque em sua opinião, as escolas devem ter um papel social, além do ensino propriamente dito.  “Nossa meta é garantir a promoção de subsídios para estudos, análises, diagnósticos, pesquisas e publicações cientificas”, explica.
Ela  sugere  também  contratações necessárias ao desenvolvimento das atividades atinentes a educação profissional que na sua visão é um  importante pilar para o fortalecimento do setor educacional do País. ” A educação  precisa de um tratamento especial porque é a  base de outras políticas públicas”, concluiu Mariana.

Fonte:Assesssoria