Últimos
Capa » Notícias » Política » Estadual » Follador defende concessão da 364 e fim da cobrança de IPVA
Follador defende concessão da 364 e fim da cobrança de IPVA
Deputado Adelino Follador (DEM)

Follador defende concessão da 364 e fim da cobrança de IPVA

Deputado afirma não ser justo que a população pague duas vezes por um serviço
O deputado Adelino Follador (DEM) disse que a concessão da BR 364 à iniciativa privada é uma decisão do governo federal que deve ser comemorada. Ele lembrou que a medida é considerada como primeiro passo de um projeto nacional de melhoria e modernização do sistema transportes do País, que finalmente começa a chegar a Rondônia.
Segundo o deputado, a medida baixada por meio de portaria pelo Ministério dos Transportes contempla a maior parte da rodovia federal no Estado, indo de Porto Velho até o município de Comodoro, no Mato Grosso. Esse é o trecho considerado mais crítico “Mas nossa intenção é que esta medida se estenda por toda rodovia, até o Estado do Acre”, disse.
Neste processo, as empresas terão 180 dias para a realização dos estudos e encaminhamento de propostas ao Ministério dos Transportes, para seleção da mais vantajosa. Segundo Adelino Follador, esses estudos podem e devem sugerir alterações no projeto da rodovia, como a inclusão de contornos, variantes e outras modificações capazes de ampliar e melhorar a malha viária.

IPVA

Para o deputado outra medida que o governo deveria baixar tão logo seja consumado o processo de concessão da BR 364 para a iniciativa privada é estabelecer o fim da cobrança do Imposto sobre Veículo Automotores (IPVA), caso contrário governo estará cobrando em duplicidade pelo mesmo serviço, o que caracteriza enriquecimento ilícito.
O povo brasileiro, segundo Follador, já paga muito imposto. No caso específico de Rondônia, o IPVA seria para manter a rodovia, que passando à iniciativa privada passará a cobrar pedágio pelo seu uso, como se o cidadão já não pagasse por isso. “Então, a medida acertada é o fim da cobrança deste imposto”, disse.

A Lava Jato e as rodovias

O entendimento do deputado Adelino Follador é de que a privatização das rodovias do País é a alternativa mais adequada para salvar a malha rodoviária nacional, já que, na sua visão, o governo federal não tem competência para gerir e ordenar o setor. Ele criticou o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) em Rondônia, classificando-o de inoperante e o pior do País.
Por outro lado, o deputado citou a Operação Lava Jato, afirmando que ela desnudou uma situação que já era do conhecimento de muitos, e que levou o setor da construção civil e pesada (rodovias) ao caos. Ele apontou os contratos milionários fraudulentos e dirigidos como responsáveis pelas obras, quando executadas, de péssima qualidade, de vida útil determinada e sem segurança.
Para Follador, diante deste quadro só a iniciativa privada será capaz de reorganizar e recuperar a malha rodoviária do País, eliminando a interferência política e extirpando a corrupção como medida de gestão.

Dr. Neidson discute projetos visando o progresso de Guajará

Em reunião na Sepog, parlamentar afirma que fará o possível para que a cidade volte a se desenvolver

O deputado Dr. Neidson (PTdoB) se reuniu com o coordenador de políticas públicas do governo do Estado, Natan de Oliveira, para discutir a execução de projetos visando o desenvolvimento de Guajará-Mirim. O parlamentar assegurou que fará o possível para que o município possa crescer, beneficiando a população.
Um dos projetos discutidos na reunião é o que abrange os 27 municípios brasileiros que estão na faixa e fronteira. Guajará-Mirim é considerada cidade gêmea, por causa de Gayaramerim, na Bolívia. Natan de Oliveira explicou a Dr. Neidson que são poucas as cidades com essa característica.
Haverá um fórum estadual sobre o assunto nos dias 21 e 22 de setembro, que contará com a participação do consulado boliviano. Serão abordados vários temas, como a construção da ponte Brasil-Bolívia, construção da orla do rio Mamoré, em Guajará-Mirim, BR 425 e municípios que foram afetados com as enchentes.
Outro assunto abordado na reunião foi a Exposição de Arranjos Produtivos Local de Sócio Biodiversidade, que está prevista no calendário da Secretaria do Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) para ser realizado em Guajará-Mirim nos dias 22 e 23 de outubro.
Segundo Natan de Oliveira, será um evento de suma importância para os produtores, já que os bens e serviços dos produtos finais das matérias primas ou benefícios são gerados a partir de recursos da sociobiodiversidade, que são voltados à formação de cadeias produtivas de interesse dos povos, comunidades tradicionais e da agricultura familiar.
O deputado Dr. Neidson explicou que os projetos são de suma importância para o desenvolvimento de Guajará-Mirim. Ele destacou que a cidade está esquecida, e a população da Pérola do Mamoré está quase sem esperança. O parlamentar disse que trabalha para mudar esse quadro. A reunião foi realizada na Sepog, em Porto Velho.