Início » Notícias » Educação e Cultura » Ações da campanha 18 de Maio são iniciadas em Cacoal

Ações da campanha 18 de Maio são iniciadas em Cacoal

Programação será encerrada no dia 25 de maio, com cerimônia na Câmara de Vereadores.
Com a missão de mobilizar a sociedade sobre a causa, a Prefeitura de Cacoal, por meio da Secretaria Municipal da Ação Social e Trabalho (Semast), deu inicio na segunda-feira (14), as ações alusivas a campanha 18 de Maio – Dia de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A programação segue até o próximo dia 25, quando será realizada a cerimônia de encerramento no auditório da Câmara de Vereadores.
Coordenada pelo Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) e o Centro de Referência em Assistência Social (Cras), a campanha envolve piststop, palestras nas escolas da cidade, distritos e zona rural, entre outras ações.
De acordo com a coordenadora Creas, Marluce Veloso de Melo, no município, a as ações são desenvolvidas em parceria com acadêmicos do curso de psicologia das faculdades Unesc e Facimed. A campanha conta também com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Estadual de Assistência Social (Seas), Conselho Tutelar e do Conselho Municipal da Criança e Adolescente (CMDCA).
“Esta é uma campanha que necessita do apoio e mobilização de toda sociedade. E para o sucesso das ações, importantes parcerias foram fechadas, a exemplo dos acadêmicos de psicologia, que nos auxiliam durante as palestras nas escolas, sob a coordenação de nossos técnicos”, explica Marluce.
Além das palestras nas escolas, nos períodos matutino e vespertino, no dia 18 será realizado um piststop no cruzamento da Avenida Porto Velho, com a Rua São Luiz, no Centro. O enceramento da campanha será na sexta-feira (25), no auditório da Câmara de Vereadores.

18 DE MAIO:
Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Apenas no ano de 2014 foram registradas 24.575 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil. Desses casos, 19.165 foram de abuso e 5.410 de exploração sexual infantil.
A data foi escolhida em virtude da morte de uma menina de 8 anos que chocou todo país e ficou conhecido – como Caso Araceli. Ela foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta. O crime bárbaro ocorreu em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitoria (ES). Apesar do crime hediondo, os autores ficaram impunes.
COMO DENUNCIAR?
Denúncias acerca desses crimes podem ser relatadas através do Disque 100, do serviço de utilidade pública da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, vinculado à Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos. O canal funciona 24 horas, incluindo sábados, domingos e feriados. As denúncias podem ser anônimas.

Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Cacoal

Veja também

Jean Oliveira parabeniza municípios pelo 24º aniversário de emancipação política