Início » Notícias » Geral » Telmário vai a Venezuela tentar reabrir fronteira
Religação elétrica com Guri também será discutida com venezuelanos (Foto:Divulgação)

Telmário vai a Venezuela tentar reabrir fronteira

SUBCOMISSÃO

O senador Telmário Mota (PROS-RR), presidente da subcomissão da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), está a caminho da Venezuela para se reunir com o ministro das Relações Exteriores, Jorge Arreaza.
Para o senador, a confirmação do encontro pode ser entendida como uma tentativa inicial de se restabelecer relações comerciais, sociais e culturais entre a Venezuela e o Brasil, e principalmente a abertura oficial da fronteira.
De acordo com Telmário, existe também a possibilidade de um encontro dos parlamentares e autoridades brasileiras com o presidente Nicolás Maduro.

“A nossa expectativa é de que esse primeiro contato traga resultados concretos, como um avanço para a solução do fornecimento de energia elétrica para Roraima. O sentimento das autoridades venezuelanas é de manter a paz e a relação diplomática com o Brasil, mas queremos que esse encontro traga realmente o resultado esperado, que é a abertura da fronteira”, destacou.
De acordo com o senador, o transporte de mercadorias de Roraima para a Venezuela, que já começa a se normalizar paulatinamente, com a liberação de algumas carretas e caminhões de mercadorias para exportação, é fruto de negociações e conversas lideradas por ele, junto à embaixada, feitas ao longo destes mais de 30 dias em que a fronteira está fechada.
Para o senador é urgente recuperar os prejuízos econômicos e sociais incalculáveis ao Brasil e, em especial, ao Estado, desde o fechamento da fronteira.
“Prometo fazer o que for possível para pacificar nossa relação com nossos países vizinhos. O governo venezuelano está mandando um avião me buscar em Santa Elena e vamos tentar reverter esse prejuízo imensurável que estamos tendo com nossa fronteira fechada”, concluiu o senador.
Fonte:folhaweb.

Veja também

Bombeiros encontram corpo da última vítima desaparecida na Muzema

Vinte e três pessoas morreram na tragédia, cinco homens, sete meninos, dez mulheres e uma …