Início » Destaques » Reforma: Não podemos analisar a reforma da previdência como política partidária’, alerta Gurgacz
Senador Acir Gurgacz (PDT-RO.).

Reforma: Não podemos analisar a reforma da previdência como política partidária’, alerta Gurgacz

Senador da República Acir Gurgacz (PDT-RO) no último dia (9), após os comentários dos colegados de senado Paulo Paim (PT-RS) e Eduardo Girão (PODE-CE), referente a Reforma da Previdência e os seus respectivos impactos socioeconômicos aos trabalhadores. O legislador federal pedetista do Estado de Rondônia foi enfático quanto ao processo de votação da matéria no senado.
De acordo com Gurgacz, é preciso ouvir o funcionalismo público brasileiro e os trabalhadores da iniciativa privada. Sem esses preceitos fundamentais para o bom andamento da pauta no senado federal, segundo Acir, é temerário que o rumo do projeto seja para satisfazer a política do governo e não do trabalhador brasileiro.
– Nós temos uma consultoria fantástica aqui no senado, exemplar à nível de país. Vamos pedir a eles os detalhes dessas mudanças, pois assim podemos discutir de forma ampla – Disse o pedetista. No âmago da visão legislativa de Acir Gurgacz, é preciso sim fazer a Reforma da Previdência, mas em consonância com os trabalhadores, isto é, a permanência do diálogo em busca do resultado satisfatório para todos e não para projeto político partidário governamental.
– Estou aqui para aprovar aquilo que é de melhor para a sociedade brasileira – alertou o senador Acir Gurgacz os demais colegas de parlamento sobre o sistema de votação da Reforma da Previdência na Casa de Leis do Brasil.

Fonte: Maique Pinto

Veja também

Drogas apreendidas em avião, no aeroclube, são avaliadas em R$ 4 milhões

O nome da empresa, do piloto e dos suspeitos responsáveis pelos entorpecentes serão mantidos em …