Início » Notícias » Esporte » De lanterna a candidato ao acesso: cálculos do América para subir à Série A de 2020
América está invicto há 12 jogos na Série B (oito vitórias e quatro empates) (Foto: Estevão Germano/América).

De lanterna a candidato ao acesso: cálculos do América para subir à Série A de 2020

Sem perder há 12 partidas, Coelho sonha com subida à primeira divisão
Na tarde de sábado, 20 de julho, o América empatava por 1 a 1 com o Vila Nova-GO, pela 10ª rodada da Série B, e amargava a lanterna da competição, com apenas seis pontos. Na ocasião, o técnico Felipe Conceição estreava no comando do Coelho e tinha a árdua missão de evitar um trágico rebaixamento à terceira divisão.
Passados pouco mais de dois meses, a briga do time é por outro objetivo: o acesso à Série A de 2020. Em 15 jogos, Felipe Conceição obteve oito vitórias, seis empates e apenas uma derrota, com aproveitamento de 66,66% – equivalente ao do Bragantino, líder isolado da segunda divisão, com 48 pontos.
O triunfo diante do Brasil de Pelotas, por 2 a 0, no Independência, fez o América ampliar sua série invicta para 12 jogos (oito vitórias e quatro empates) e ascender do 10º ao oitavo lugar da Série B, com 35 pontos – a dois do quarto, CRB. Se os bons resultados eram inimagináveis até mesmo para os torcedores mais otimistas, Conceição relembrou as palavras de confiança direcionada aos atletas nos momentos difíceis.
“Tivemos um início de competição muito difícil, muito duro, mas tínhamos confiança no grupo. Sabíamos que, ajustando algumas coisas, e com muito trabalho, poderíamos mudar o rumo. E mudamos. Não sei onde chegaremos, pois é uma competição muito difícil e equilibrada, basta ver os resultados. Mas estamos conseguindo sustentar uma sequência importante para a nossa reação e muito difícil de ser feita. É manter os pés no chão e continuar trabalhando para seguir esse caminho”, afirmou o treinador.
“Eu até comentei hoje na preleção que começamos o trabalho em último lugar. Antes da partida contra o Vila Nova-GO, estávamos em último, porque o Vitória já tinha jogado. Estreamos em último, e eu, naquele momento, disse a eles que não tinha como descer mais e que era para esquecerem a tabela. Era ir jogo a jogo. Hoje, o caminho é o mesmo. Vamos jogo a jogo, sem ansiedade, sem olhar muito para a tabela, e pontuar. Sabemos que pontuando assim chegaremos longe”, completou Felipe.
Nessa terça-feira, o América apresentou futebol de velocidade em contra-ataques e marcação compacta. Mesmo em desvantagem para o Brasil na posse de bola (38% a 62%), a equipe criou as melhores oportunidades (17 a 6 em finalizações). Além dos gols de Júnior Viçosa e Matheusinho, houve situações de perigo com Neto Berola, João Paulo e Felipe Azevedo. Carlos Eduardo, goleiro adversário, efetuou quatro boas defesas.
Matemática
A arrancada semelhante à do grupo campeão da Série B em 2017 já afastou o América da parte de baixo da classificação. Hoje, a vantagem sobre o Vila Nova-GO, 17º colocado, é de dez pontos. As forças agora estão concentradas na busca pelo retorno à Série A. No sábado, às 16h30, o Coelho enfrentará o Coritiba (9º, com 34), no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, no Paraná.
O site Probabilidades no Futebol, do Departamento de Matemática da UFMG, traz projeções otimistas ao time que alcançar 62 pontos na Segundona. As chances de acesso com essa campanha são de 97,8%. Com 63 pontos, o índice sobe para 99,3%. Detalhe: os cálculos ainda não consideram os resultados da 24ª rodada.
Nesse cenário, o América necessitaria de nove vitórias em 14 jogos para subir à primeira divisão. Felipe Conceição admite que a equipe entrou forte na briga pelo G4, porém prefere se concentrar em um obstáculo por vez.
“Hoje é realidade G4, não vou mentir para vocês. Estamos a dois pontos do G4, e você pode falar que está brigando por ele. Mas o caminho é jogo a jogo, é pontuar o máximo possível sem conta lá na frente. É pensar no Coritiba sábado e ter outro bom desempenho para que possamos pontuar”.
Depois de encarar o Coxa fora de casa, o Coelho terá embates no Independência contra times da parte de cima da classificação. Na quinta-feira, 3 de outubro, às 19h15, pegará o CRB. Já na terça seguinte, 8/10, às 21h30, medirá forças com o Bragantino.

Fonte: Rafael Arruda /Superesportes

Veja também

15 de Outubro dia do Professor – Todo docente deveria ser homenageado com um Oscar e um Prêmio Nobel

Existe profissão mais importante do que a de Professor? A resposta é Não, então somos …