Início » Notícias » Cidadania » Comissão de fiscalização e controle distribui projetos e aprova requerimentos
Comissão de fiscalização e controle distribui projetos e aprova requerimentos

Comissão de fiscalização e controle distribui projetos e aprova requerimentos

Representante da Sesau será convocada para esclarecer obra inacabada do Hospital de Guajará-mirim

Na manhã desta terça-feira (29), a Comissão de Fiscalização e Controle sob a presidência do deputado Cabo Jhony Paixão (PRB) e com as presenças dos deputados Alex Silva (PRB), Jair Montes (Avante) e Lazinho da Fetagro (PT), distribuiu projetos para relatoria e aprovou requerimentos.
O presidente da comissão, Jhony Paixão ressaltou a importância dos requerimentos aprovados para a população rondoniense. “Estamos cobrando respostas da Sesau, da Seduc, do DER e da Sejus e do Banco do Brasil referente a projetos e obras que influenciam muitas vidas no nosso Estado”, diz.
Para a Sesau, a comissão, aprovou requerimento convocando o responsável pelo setor de obras da secretaria para prestar esclarecimentos referente a obra inacabada do Hospital Regional de Guajará-Mirim. Para a Seduc, a comissão encaminhou requerimento solicitando informações sobre a obra inacabada da construção da Escola Estadual Anísio Teixeira em Porto Velho localizada em frente ao Hospital de Base no valor de R$ 10.935.561.18.
Para o DER, foi solicitado informações referente ao serviço de asfaltamento e drenagem iniciado na rua Alexandre Guimarães no Bairro Jardim Santa. Segundo Jhony, os materiais utilizados para a realização do serviço foram deixados no local e consequentemente furtados. Para Sejus, a comissão encaminhou requerimento solicitando esclarecimento a respeito da falha na prestação de serviços de monitoramento eletrônico de apenados por meio de tornozeleira eletrônica.
Para a Superintendência do Banco do Brasil, a comissão solicitou informações detalhadas referente a finalização e entrega do programa Minha Casa, Minha vida do Residencial Morar Melhor II, localizado em Ji-Paraná.

Fonte:Assessoria

Veja também

Drogas apreendidas em avião, no aeroclube, são avaliadas em R$ 4 milhões

O nome da empresa, do piloto e dos suspeitos responsáveis pelos entorpecentes serão mantidos em …