Início » Notícias » Suspeitos do triplo homicídio de indígenas em Coari são presos
Os presos foram apresentados na Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari | Foto: Divulgação

Suspeitos do triplo homicídio de indígenas em Coari são presos

Os crimes tiveram como motivação a briga por terras

Coari – Alex de Oliveira da Silva, 19, Erivan Santos de Oliveira, 24, e Marlison Carvalho Bandeira, 37, foram presos na quinta-feira (9), pelo triplo homicídio de indígenas ocorrido em Coari (distante 363 quilômetros em linha reta de Manaus), nos dias 7 e 8 de janeiro. As vítimas foram os irmãos de origem indígena Joabe Marins da Cruz, Marcos Marins da Cruz e Francisco Cardoso da Cruz.
Conforme a polícia, em depoimento, os suspeitos confessaram a autoria do assassinato. Além do trio responsável pelo homicídio, os irmãos Leandro e Mateus Oliveira da Silva, foram presos durante as diligências do crime por posse ilegal de arma de fogo. Com eles, foram apreendidos uma espingarda calibre 16 e três espingardas calibre 20, um motor e um bote.
De acordo com o delegado José Afonso Barradas, titular da DIP de Coari, o crime foi motivado por uma briga de terras, além de uma rixa por conta do roubo de uma arma de fogo. Para vingar o suposto roubo do armamento, Marlison, Erivan e Alex, acompanhados de mais dois homens, se aproximaram de Joabe e efetuaram um disparo de arma de fogo que causou a morte da vítima.
A polícia informou que horas depois, para vingar a morte, os irmãos de Joabe foram até uma comunidade à procura dos suspeitos. Quando estavam em uma embarcação a caminho, foram interceptados pelos autores do crime, que conseguiram derrubar os homens na água e fugiram no bote dos familiares de Joabe.
Marcos e Francisco acabaram morrendo afogados e os corpos foram encontrados na manhã desta sexta-feira (10/01). Barradas destacou, que as investigações continuam para capturar outros dois homens envolvidos no assassinato.
Procedimentos
Os suspeitos foram levados à Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, onde foram autuados em flagrante pelo crime de homicídio qualificado.

Fonte: EM TEMPO*

Veja também

Conselheiros do Fundeb são empossados em Porto Velho para biênio 2020/2021

EDUCAÇÃO Os novos conselheiros titulares, suplentes e reconduzidos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação …