Início » Notícias » Com protesto, motoristas de aplicativos pedem mais segurança na atividade

Com protesto, motoristas de aplicativos pedem mais segurança na atividade

Parte dos condutores do DF faz um protesto contra a violência na manhã desta segunda-feira (10/2)

A onda de assaltos e mortes contra motoristas de aplicativos no Distrito Federal motivou mais um protesto da categoria na manhã desta segunda-feira (10/2). Desde às 7h, condutores fazem uma manifestação por mais segurança na atividade. A concentração do protesto começou no estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha, e deve ganhar as ruas ao longo desta manhã.
As centenas de motoristas citam falhas nos aplicativos de transporte. Segundo os condutores, os atuais sistemas têm brechas que permitem a ação de criminosos em furtos e roubos de veículos. O coordenador da ação, Manoel Scooby, defende que os motoristas precisam de um sistema mais eficaz, que proporcione uma melhor sensação de segurança aos condutores. “A insegurança na cidade existe para todos, e entendemos isso. Mas não aceitamos que as situações de insegurança aconteçam por chamadas que venham do aplicativo”, afirmou.
Desde o início da manhã, os motoristas fazem pronunciamentos e contam histórias de insegurança. Após a reunião, os condutores sairão em direção ao Congresso e voltarão até o Palácio do Buriti. No local, o grupo vai entregar uma carta de reivindicações ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. O mesmo documento será entregue à duas grandes empresas de transporte por aplicativo.
Violência contra motoristas
Só neste domingo (9/2), dois motoristas de transporte por aplicativo do Distrito Federal foram encontrados mortos, Ângelo Sebastião Ávila, 71 anos, e Tulio César, 27. Nos dois primeiros anos de 2020, quatro motoristas por aplicativos foram assassinados no DF.

Fonte: LC Lis Cappi*

Veja também

Deputado Anderson busca regularização da escola Maria Isaura

E ressalta que escola não possui salas climatizadas Visando melhorias para a Escola Municipal de …